Layout

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

BATE AI À PUNHETA BOY!

Fodasse quantos boys xungas estão agora a bater à punheta, mesmo bom...
Bué boys batem à punheta na escola, são gajos todos bons, batem bué em fato de treino. Bater à punheta à frente de uma dama é bué bom, elas adoram e olham bué. Já te esporraste no fato de treino boy? Conta as tuas aventuras na street com punhetas. Diz mesmo que és todo bom, que deitas bué leitinho boy. Dá ai pila. Fodasse estou com uma mão no caralho e outra no teclado. Se és puto buga bater na street para as damas boy. Buga andar tesos pela street, mostra ai tusa boy! Dá ai tusa, deita esporra dessa pila tesa, em fato de treino da nike ou adidas, mostra que és um dread, um xunga genuíno! Manda ai fotos teso no fato de treino, as melhores fotos oriento números de damas boas. Atreves-te boy? BATE À PUNHETA CARALHO, NÃO SEJAS BETO, TESA-ME ESSA PILA, PARA QUE TENS CARALHO SE NÃO MEXES NELE FODASSE? ESTICA A PILA BOY, TESA ISSO AO MÁXIMO CARALHO, BATE BUÉ A PUNHETA DURANTE BUÉS DE TIME. MANDA FOTO OU VÍDEO PUTO!





quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

ALTA PILA NO FATO DE TREINO!!!

Um dia na street ia com alta pila nas calças de fato de treino, sem boxeres por baixo a punhetar-me todo pela street, mão no caralho, mesmo bué bom, a bater à punheta sem parar, mesmo no bus, todo xunga, todo dread, à cara podre com a mão no caralho, mesmo bué bué, tirei o caralho para fora e bati bué à punheta, mesmo fixe boy. Queria ver leitinho sair da minha pila, estava com a cabeça do caralho para fora, um tesão mesmo do caralho. As calças da adidas, de fato de treino, cheiravam bué a pila porque roçava bué nas calças o meu caralho, mesmo à gajo todo bom, bati bués à punheta e naquele bus esporrei-me todo, só leitinho naquele banco do bus. Mesmo bué bom...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

CONTOS ERÓTICOS!!!

CONTOS ERÓTICOS...

De santinha para puta santinha...

http://www.ttfatloss.com/wp-content/uploads/2009/11/hot_girl1.jpg

Meu nome é Carol. Eu era uma menina séria com muitas responsabilidades, escola trabalho serviço de casa e muitas outras coisas, eu tinha um prima, a Taiane, ela sempre foi a maluquinha da família, a irresponsável, tudo de ruim. Um certo dia Taiane me convidou para sair com ela e uma amiga, e eu como quem não quer nada aceitei, quando cheguei perto da casa dela, havia uns homens que eu nunca tinha visto, aquilo me instigou e resolvi conferir, mesmo muito tímida, me aproximei de vagar, e a minha prima muito desinibida foi logo me apresentando para todos aqueles homens.

No começo eu não falava com ninguém, apenas observava, todos aqueles homens em volta de mim, me fazendo perguntas, eu as vezes não sabia nem o que dizer, resolvi sair mais vezes com eles, confeço que todos me chamaram atenção, e com o passar do tempo quando ia para a cama, começava a ter umas fantasias com todos aqueles rapazes, eu ficava surpresa comigo mesma, nunca na minha vida eu imaginara que pudesse pensar essas barbaridades, isso não fazia o meu genero...

Mas as fantasias iam ficando cada vez mais intrigantes, e cada vez que eu via aqueles rapazes e me encharcava de tanto prazer. Até que numa noite um deles me chamou para dar uma volta num lugar mais tranquilo, e eu imaginando mil e uma coisas, topei na hora, então entramos no carro, andamos mais ou menos meia hora, chegamos num lugar que eu nem sabia que existia era no alto de um morro cercado por arvores, e lá de cima podiamos enchergar as luzes das casas e predios.

Ele foi logo se apressando, começou a me alisar e eu resistindo, dizia que não, que eu não queria, porque a gente mal se conhecia, mas ele insistia, começou a beijar o meu pescoço bem de vagar e ao mesmo tempo puxar o meu cabelo, e eu já não conseguia resistir muito, afinal como os amigos dele ele era lindo, e com um corpo então, e eu no fundo adoraria saber o que tinha por baixo daquela calça de pagodeiro apertadinha. Ele começou a descer e eu deixei, não tinha nada a perder mesmo, nossa parecia que eu nunca tinha feito aquilo, quer dizer, só fiz uma vez com um ex-namorado, mas nem contou. Quando ele chegou na minha buceta, ele chupava com tanta vontade que chegou a correr a goza pela perna, que alias ele lambeu tudinho, e eu vendo aquilo me deu mais tesão ainda. Ele me sentou no chão se ajoelhou na minha frente e disse pra eu chupar, e eu sem pensar duas vezes fiz como ele mandou, ele pedia pra eu chupar mais forte, mas o caralho dele era tão grande que mal conseguia colocar na minha boca, mas eu insistentemente continuava, logo depois de gozar na minha cara, ele me jogou em cima do capo do carro e enfiou três dedos na minha buceta e dizia , geme vadia, geme que eu gosto, e eu já fora de mim, pedia pra ele colocar mais um dedo, ele tirou os dedos da minha buceta, me deu um tapa na cara, e me virou de bruço no capo, arregaçou as minhas pernas, e eu ali sem saber o que fazer fiquei naquela posição com muito medo, pois nunca havia dado o cú antes, e não sabia como era aquela sensação, mas não disse nada apenas aguardava o que iria acontecer, ele encostou o pau duro na entrada do meu cú, puxou o meu cabelo para trás e disse pra eu relachar, que ele tinha preparado uma surprezinha para mim, e eu muito nervosa esperava pacientemente pela surpresa, foi quando parareceram os outros homens que eu fantasiava nas noites sozinha no meu quarto, Quando eu vi eles chegando, confeço que me excitei muito pois ali nascera uma pontinha de esperança que a minha fantasia iria se realizar, foi quando eu menos esperava ele enfiou o pau dele sem dó, no meu cú, o que eu senti foi inesplicável, a única coisa que eu conseguia ouvir era ele dizendo pra mim, geme, grita vagabunda, e eu soltei um gemido de dor e de tesão ao mesmo tempo, os outros caras riam e se masturbavam olhando tudo aquilo começaram a chegar mais perto e a gozar em mim, um deles deito no chão e eu deitei por cima dele enfiando o pau na minha bucata, o outro veio por trás de mim e enfiou o pau no meu cú, e o último ficou na minha frente e me fez chupar a rola dele. quando ele tirava o caralho da minha boca eu gemia, e gritava e ele me dava uns tapas na minha cara, e eu continuava gemendo, quando tudo terminou, um deles me levou para a casa, de carro, eu não conseguia nem sentar no carro direito, chegando na porta da minha casa, ele disse que queria repetir a dose, e eu disse para ele aparecer na outra semana, quando virei para entrar na porta, ele levantou minha saia e me deu uma mordida na minha bunda e disse que aquio era pra eu não esquecer dele, e entrei em casa.

Passaram-se alguns dias e eu voltei a minha rotina normal, de escola, trabalho, servoços em casa, responsabilidades, e já havia deletado aquela fantasia que tinha sido realizada da minha memória, e numa noite eu estava na minha casa, estudando e com muito trabalho na mesa a campainha toca, eu surpresa fui atender, abri a porta e um homem muito bonito disse:

-Lembra de mim??...


Cunhada mais nova - sempre um caso sério

http://4.bp.blogspot.com/_bQ0SqifjNcg/SxgXpUIIx6I/AAAAAAAAJgg/tRMBfC0UD90/s400/david-beckham-tattoo-8.jpg

Sou casado há cinco anos, conheci minha esposa e sua família há dez. Sou um cara tranqüilo, aliás, fui sempre tranqüilo. Ainda namorando minha atual esposa, morei alguns anos fora, acabei descambando. Bom enfim, não sou mais tão fácil. Minhas preferências sexuais são iguais a de qualquer homem: vontade de comer toda mulher que ainda não comi. O detalhe está nos detalhes que cada um dá mais importância. No meu caso, seja estranho ou não, eu reparo na pele, principalmente na depilação das mulheres. Quanto mais lisinha a pele, mais bem depilada a axila e pernas da mulher, mais fico excitado. É uma tara, sei lá se é normal. Neste contexto, encaixa-se minha cunhada mais nova. Há época que a conheci, ela, já tinha um corpinho, singelo, mas tinha... Canalha ou não, quis comê-la. Mas eu quis comê-la, assim como quis comer minha cunhada mais velha. Minha esposa é a do meio. Linda, loira e gostosa, tudo de bom.. mas eu sou homem, ora!

Enfim, voltemos ao tema principal: neste contexto de pele e depilações perfeitas, minha cunhada sempre deu aula, não sei se a genética ou a química a favorece, mas sempre foi perfeita. Pele branquinha, lisa, firme, tenra. Um jeito de menininha, até hoje, que me leva à loucura. Um cheiro maravilhoso..ela usa Rexona teens... não é jabá, mas deixa a mulher com um cheiro de menina sapeca que pqp!

Sempre muito à vontade, pois, todos se acostumaram a mim naquela casa (do sogro), ela sai do banho e põe uma camisolinha de malha, sem souitien e Sousa calcinha de malha. Nunca foi atrevida comigo ou insinuante, nunca deu a entender que queria alguma coisa comigo, nada mesmo. Mas sempre andou muito a vontade... cada roupinha de malha e cada calcinha... eu confesso, no banheiro, todas as vezes, até hoje, caço alguma calcinha dela pra cheirar e lamber... são incontáveis punhetas e transas pensando nela. Levaria um ano, transando todos os dias para conseguir fazer tudo que fantasiei com ela... principalmente as abordagens, imaginando como teria uma brecha pra começar alguma coisa... Foi quando aconteceu.


Inesquecível - Minha primeira vez....

http://img.thesun.co.uk/multimedia/archive/00426/deidre_teen_pic_426158a.jpg

Oi vou contar como foi minha primeira vez,eu não vou revelar meu nome e nem das pessoas envolvidas por que há um motivo que vou contar no final,então meu nome é L... quando tudo aconteceu, tinha cabelos compridos ondulados castanho claro,olhos marrom terra meu corpo não era seco como modelo mas confesso que sempre gostei dele eu tenho pernas grossas e bem torneadas,seguindo de um bumbum redondinho e uma cintura fina bem delineada seios normais ao meu corpo dando forma de violão como meus amigos falam,minha pele era bem branquinha nessa época,eu estudava e tinha uma amiga a minha melhor amiga vou falar somente a inicial com farei com todos,bem a C.... me chamou pra ir na casa dela numa sexta feira a noite sua mãe e seu padrasto foram pra fazenda e voltariam só no domingo,eu iria pozar na casa dela já tava tudo combinado minha mãe tinha ate concordado,era por volta das sete da noite eu fui ate lá quando cheguei o portão da casa estava fechado toquei o interfone e outra voz que eu conhecia falou perguntando quem era,eu fiquei em duvida se respondia mas o fiz já perguntando da C....a voz falou pra eu entrar abrindo o portão eletrônico assim que eu entrei o portão se fechou sem terminar de abrir direito eu caminhei pra dentro da casa que era muito grande e bonita,a voz não me respondeu se minha amiga estava,assim que cheguei na varanda que da acesso a sala principal o S... apareceu na porta me olhando e sorrindo aquele sorriso malicioso,era o irmão da minha melhor amiga ele era bonito alto musculoso, cabelo marrom mas sempre usava boné deixando seu rosto com carra de garoto,seu sorriso era lindo formava um furinho no lado esquerdo mas como ele era muito convencido nos andamos nos desentendendo algumas vezes na fazenda e eu odiava ele,já ele pelo contrario era audacioso e adorava me perturbar,falando que eu era gostosinha e que adoraria me namorar,eu fiquei furiosa com a C... ela tinha armado tudo pra mim ir ate lá falar com ele sozinha eu não pensei duas vezes e disse que ia embora ele riu falando que o portão tava fechado se eu quisesse ir tinha que entrar e abrir ele,então cruzou os braços no peito e ficou encostado na porta sorrindo eu entrei passando por ele e abri o portão saindo de volta mas ele estava com o controle e o fechava de volta não me deixando eu sair tentei três vezes desistindo furiosa com ele então tentei tomar o controle tava ficando feio o tempo era mês de fevereiro as chuvas são muito fortes nessa época e chegam de uma hora pra outra,enquanto eu tentava sem sucesso pegar o controle de suas mãos erguidas no ar ele se divertia tentando me abraçar a força quando derrepente deu um raio forte e tudo ficou escuro ,ficamos imóveis olhando um pro outro então ele soltou o controle na minha mão falando que não adiantaria eu estar com ele que só abriria de volta agora quando voltasse a luz(Mais tarde descobri que tinha uma trava no portão que soltava ele logicamente)Fiquei mais furiosa ainda eu chegava estar tremendo de raiva dele então começou a chover muito entramos e sentamos na sala eu sentei no sofá de três lugares pra ficar bem longe dele eu conhecia sua fama de garanhão,e ele estava muito diferente das outras vezes,então ele sentou na outra ponta do sofá me olhando eu percebi por que quando dava os raios a claridade entrava e eu via seus olhos me olhando serio,eu continuei em silencio ele falava mas eu não dava bola esperando a luz voltar eu iria pra casa na chuva mesmo,então ele me perguntou se eu já tinha namorado eu respondi enfurecida que não interessava pra ele,mas ele continuou querendo saber se eu já tinha beijado ou algo mais senti seu olhar ficar mais profundo então não respondi quando derrepente o telefone tocou e eu me assustei ele riu e se jogou sobre mim atendendo o telefone ao meu lado eu tava tão furiosa que nem percebi ele ali do meu lado,ele colocou o cotovelo no encosto do sofá sobre minhas pernas e ficou com a metade de seu corpo sobre o meu seus olhos ficaram próximos do meu rosto,seu olhar não saia do meu eu sentia ate sua respiração nos meus cabelos ele falou com seu pai eu pude ouvir quando ele falou que a ponte que dava acesso a cidade de volta tinha inundado e eles não teriam como voltar hoje,ele sorriu falando que estava tudo bem que a C...tinha ido pozar na A...outra amiga nossa e ele se virava sozinho e no domingo sedo iria pra fazenda,quando desligou o telefone ficou do mesmo jeito sobre mim me olhando senti um arrepio passar pelo meu corpo seu perfume era gostoso,então eu falei tentando empurrar ele pra sair dali,_S...Eu quero ir embora a C....não vai vir ne??Ele sorriu continuando no mesmo lugar e respondeu com sua voz baixa e grossa que não,ele encostou seus lábios nos meus e senti meu coração bater mais forte como nunca bateu antes,ele se afastou um pouco me observando e depois me beijou de novo agora com intensidade sua boca na minha me fez estremecer era meu primeiro beijo eu nunca tinha beijado na boca daquela forma só selinho na escola,como todo adolescente,aquele beijo foi inesquecível eu sentia ódio por ele mas sua boca quente e molhada com sabor de canela pelo chiclete que ele mastigava era algo intenso,me tirou de serio e eu não era mais a mesma ele moveu suas mãos tocando meu rosto com carinho enquanto continuava com aquele beijo gostoso,então senti sua língua invadindo minha boca e tocando a minha sua boca forçando mais a minha era algo alucinante meu corpo todo ardia querendo mais e mais aquele boca,em um movimento rápido e eu acho que pela tontura que fiquei nem percebi ele levantou me pegando no colo e me levou pro seu quarto a janela tava aberta a luz da lua cheia clareava o quarto todo,ele arrancou sua camiseta e a calça voltando pra perto me beijou de novo eu me sentia sem rumo com sua boca na minha ele beijou meu pescoço dando leves mordidas,me deixando toda arrepiada,então começou a abrir os botões da minha blusa branca na frente no começo tentei parar ele mas depois desiste ele a tirou rápido e logo em seguido com uma habilidade incrível tirou meu sutian me senti com vergonha nunca tinha ficado assim diante de um garoto,ele me beijou de volta percebendo que quando me beijava eu cedia a qualquer coisa que ele quisesse,abriu minha sai com as mãos a tirando de mim e agora sua boca beijava meu corpo ele mordeu levemente minha barriga passando a língua no meu umbigo aquilo foi torturante senti meu corpo inteiro ficar arrepiado ele sorriu mordendo minha calcinha e a tirando de mim,depois voltou pra cama beijando minha pernas subindo beijando minha cintura depois meus seios que ficaram durinhos de tesão e logo em seguida minha boca de novo senti seu corpo pegando fogo sobre o meu ele era grande e musculoso agarrei seu corpo sentindo seus músculos arranhando ele de leve,meu sentidos se tornavam mais ferozes eu forcei minhas unhas nas suas costas com raiva ainda por estar fazendo isso mas era muito bom ao mesmo tempo ele mordeu levemente meu lábio inferior e se afastou um pouco o puxando depois soltou sorrindo e disse me olhando nos olhos:_O QUE VOCE QUER QUE EU FAÇA???Senti meu corpo ardendo por ele eu o queria mas como era virgem tinha medo então ele quis saber se eu era virgem eu apenas acenti e ele sorriu lindamente me beijando de volta e agora sua boca ficou mais louca ainda me mordendo mais vezes ele deslizou sua língua pelo meu seio depois pelo meu corpo chegando na minha bucetinha,enfiou sua língua bem devagar me deixando louca,sua mão deslizou pela perna a segurando aberta eu tentava fechá-las de tesão ele começou a chupar gostoso,meu grelinho fazendo movimentos circulares com a língua eu sentia que meu corpo estava enlouquecido senti sua língua deslizar pra vagina entrando nela,quando ele enfiou ela toda eu gemi alto e ele aumentou sua chupadas me deixando maluca então ele deixou seu dedo no clitóris falando:VAI GOSTOSINHA GOZA GOSTOSO PRA MIM!EU TE QUERO TODINHA ESSA NOITE!!Ele beijou minha bucetinha de novo a chupando bem fundo agora com o dedo grosso mexendo junto tive meu primeiro orgasmo naquela hora gemia muito,ele sorriu beijando meu corpo de volta então soltou seu corpo sobre o meu falando que eu era deliciosa,senti seu pau duro ainda dentro da cueca box preta,mas era algo grande porque senti ele o esfregando na minha bucetinha enquanto me beijava,meu corpo estava pegando fogo de tesão,sua boca me beijou com loucura de novo e ele me puxou sobre seu corpo me deixando sobre ele então meu coração batia acelerando mais no peito ele pediu pra eu deixar ele louco também pra depois então ele me mostrar o que era amar de verdade,meu corpo se moveu quase que sozinho eu comecei a beijar sua boca deslizando pelo seu pescoço dando mordidas leves mas sem noção da força eu tava tão enlouquecida que não percebi se o mordi com força ou não,só sei que ele gemia falando coisas que me deixavam mais louca ainda eu nunca tinha feito algo assim nem mesmo imaginado ate achava nojento,mas cm ele não eu não sei que foi só sei que quando percebi estava arrancando sua box preta e segurando aquele mastro grande e grosso cheio de veias,estava duro como pedra,ele pegou na minha mão me ensinando a fazer os movimentos enquanto eu mordia seu abdômen definido o deixando louco,eu coloquei ele na boca chupando só a cabeça primeiro não sabia o que sentiria eu gostei e comecei a chupar mais e mais ele olhava se segurando sobre os braços e falava,VAI CHUPA COM ESSA BOQUINHA GOSTOSINHA FAZ DE CONTA QUE UM PICOLE OU UM SORVETE,eu o chupava mais e mais ao ouvir seus gemidos falando que tava gostoso,delirando eu tentei chupá-lo inteiro mas era muito grande não consegui então o tirei da boca lambendo depois abocanhei ele de novo chupando forte ele gemeu alto falando que ia gozar eu não o tirei da boca mamei tudo bem gostoso ele falava pra eu chupar mais chupar tudinho que ele ia me fazer sentir muito mais prazer,continuei chupando ate que ele ficou duro de novo,ele me puxou de volta beijando minha boca sem pudor algum,me virou ficando sobre meu corpo na cama senti aquele mastro grande latejando entre minhas pernas ele deu um leve selinho e falou passando aquele pau maravilhoso na minha bucetinha:DIS PRA MIM O QUE VOCE QUER VAI!Diz que quer ele dentro de você!!Eu falei ofegante e repetindo e ele me beijou com força enfiando sua língua na minha boca enroscando sua língua na minha senti seu pau latejando na minha vagina onde ele o colocou devagar pressionando tava doendo eu tentava gemer mas sua boca me beijava com loucura então ele deslizou seu pau pela minha buceta o lambuzando e me excitando mais ainda ele ficou sobre os joelhos olhando enquanto passava aquele mastro grosso e gostoso então após uns cinco minutos assim ele soltou seu corpo sobre o meu de novo me beijando senti a cabeça do pau latejando na minha vagina ele forçou mais e eu gemi sentindo aquela dor mas ele continuou senti uma lagrima escorrer mas eu o queria era gostoso ao mesmo tempo doía ele forçou mais e então senti aquela cabeça grande entrar doeu muito mas depois ele ficou imóvel por um tempo me beijando mais e mais descendo ate meus seios que ficaram durinhos de tesão de novo então ele falou em meu ouvido:Quer que eu pare??Eu agarrei seu corpo e respondi que não que queria que ele me comece ele sorriu me beijando de volta com aquela boca gostosa,começou enfiar mais e mais sentia aquele pau grande me invadindo mais era alucinante muito gostoso,ele percebeu que logo eu gozaria então desacelerou os movimentos ficando lentos depois levantou ficando sentado na cama me puxando junto com seu corpo ficamos sentados um de frente pro outro ele me puxou mais me encaixando sobre seu corpo pediu pra eu cavalgar nele eu subia e descia naquele mastro gostoso,foram cinco vezes e eu gozei agarrando ele com força ele me soltou na cama de volta me virando de lado com aquele pau ainda duro latejando começou a beijar meu pescoço descendo pelas minhas costas mordendo de leve minha cintura eu estava louca de nova pra sentir ele dentro de mim puxei sua mão envolvendo minha cintura e ele entendeu colocando seu pau na minha bucetinha de lado agora ele segurou minha perna erguida dava pra ver seu pau entrando e saindo de mim era muito gostoso eu sentia ele entrar e sair com força aumentando o ritimo falando que eu era gostosa no meu ouvido,enquanto suas mãos acariciavam meus seios me apertando mais ao seu corpo,ele tava quase gozando quando me pediu se eu ficava de quatro pra ele,eu me levantei ficando de quatro ele desceu da cama ficando em pe segurou minha cintura com aquelas mãos fortes me deixando louco senti sua boca mordendo levemente minhas costas de novo depois me abaixei ficando de quatro ele colocou aquele pau enfiando bem devagar gemendo gostoso,então eu arrebitei mais minha bunda e ele começou a meter mais fundo parando lá no fundo e saindo tirando tudo depois colocava de novo entrando tudo dentro de mim era muito muito gostoso,ele fez isso três vezes e começou a meter forte falando que eu era deliciosa e gostosa que me queria todos os dias,sua intensidade e força era tanta que sentia suas bolas batendo junto na minha bucetinha gozamos juntos ele soltou seu corpo sobre o meu tirando seu pau antes,como estávamos sem camisinha por ser minha primeira vez ele preferiu assim seu esperma lambuzou tudo as cobertas da cama ele agarrou meu corpo me abraçando ofegante e beijou minha boca me abraçando ao seu corpo só ouvimos a chuva lá fora caindo com os relâmpagos que clareavam mais nossos corpos nus colados,foi meu primeiro beijo e minha primeira vez inesquecível,depois disso começamos a namorar e descobri que o que sentia era amor não ódio,,,coisa do destino bem na próximo conto mais...

Belo dia, num sábado, minha esposa foi trabalhar, resolvi ir para casa da sogra esperá-la, como de praxe. As duas cunhadas tem o hábito de colocar biquíni e tomar sol no quintal...nunca reclamei da prática. Neste dia em particular, só se encontrava essa minha cunhadinha mais nova, cheirosa, macia, lisinha, toda depilada em casa... já falei lisinha? Então. Toquei campanhinha e ouvi, quem é? Respondi - eu! Novamente ouvi, entra, ta aberto! Achei estranho, mas adorei e comecei imaginar besteira (minha mente é tão criativa quanto rápida...) ta só você aí? Perguntei. Sim ? Fui brincar (praquê...) huuum, que perigo só nós aqui! Ela: é... falar nisso, me ajuda aqui, vou tomar sol...

... (cinco segundos tentando imaginar o porque de um pedido de ajuda... ora, ela sabe colocar biquíni sozinha... caralho!, pensei comigo mesmo)

Comecei a gelar e ficar excitado , mãos geladas, engolindo seco, subi as escadas... ela no quarto dela, de frente pro espelho de chão, de costas pra porta, segurando o rabo de cavalo com as duas mãos de calcinha de biquíni e costas lisas, sem nada... caralho! Pensei alto... ela: que? Eu: assim força a barra demais comigo, cunhadinha...assim nem santo agüenta e eu to anos-luz de ser santo... falei ainda brincando, apesar de que, na minha cabeça, eu estava comendo ela no chão, na parede, no teto.... (praquê...) ela responde: não precisa agüentar, me ajuda a amarrar aqui o biquíni, cortei o dedo e ta ardendo... Calado, pensei... hoje eu chupo ela... Detalhando a imagem que tinha, naquele momento: Cabelos negros, longos, lisos (chapinha), pele branquinha, macia, firma, bundinha durinha, redondinha, pernas torneadas, lisinhas, até brilhando, de costas pra mim, pelo reflexo do espelho o que mais me quebrou e excitou: seus seios são pequenos, muito empinados, firmes, com mamilos proeminentes, sobre os quais repousava o biquíni tipo cortininha (assim que chamam as mulheres), cordinhas caindo pelas laterais. Estava diferente, seus mamilos estavam duros, ela estava arrepiada, suas axilas perfeitamente depiladas, como se nunca existissem cabelos antes. Ela estava ofegante e me fitava nos olhos pelo espelho. Neste meio segundo, atônito e excitado, minha bermuda já dava sinais do meu pau latejando, tava preso pra baixo, coitado, mas estava visível. Demorei uns cinco segundos contemplando seu corpo, sua pele, observando os detalhes... Ao mesmo tempo sendo observado. Ela empinou a bundinha, foi claro, e insistiu, amarra pra mim... cheguei por trás, ainda com as mãos frias e peguei as cordinhas, na altura da cintura e toquei sua cintura, ela provocou: huum, mãos geladas, porque? Eu respondi, já bêbado de tesão: cunhadinha, você é linda e mexe comigo, eu não deveria estar aqui com você dessa forma. Ela: é, não deveria, mas está, aproveita, então, seu bobo... Foi a senha, parei de fazer de rogado e comecei o que sonhei há muitos anos... Soltei a cordinha, segurei pela cintura, muito, muito suavemente, fui subindo as mãos, aproveitando cada milímetro daquela pele. Hesitei quando cheguei abaixo dos seios... ela nada falou, estava somente com a boca entreaberta, deu uma pequena lambida nos lábios... aquilo foi a coisa mais erótica que já havia visto na minha vida... e continuou apenas fitando meu rosto. Continuei e segurei seus seios. Cara, faz idéia de quanto tempo sonhei com aquilo...e estavam ali, nas minha mãos. Era como eu imaginava: muito duros, mamilos duríssimos, macios, cabiam na mão. Ela gemeu e deu aquela tremidinha, sabe qual? Soltou um ?ai? tão suave que cheguei a apertar seus seios com força, do lapso de tesão que me deu. Fiquei muito tempo ali, naqueles seios e na barriguinha lisinha, passei as mãos em suas axilas, lisas, lisinhas... Até então, não havia tocado mais nada em seu corpo, apenas as mãos. Quando voltei à terra, lembrei que tinha outras partes do corpo, tanto do meu, quanto do dela... e encostei meu pau duro como uma rocha bem no meio de sua bundinha, mais arrebitada ainda.... outro aai...mais prolongado. Nisso, segurei um seio com uma mão e a outra coloquei dentro da calcinha... eu pensei que encontraria grelinhos macios, entre as virilhas depiladas: nada, não tinha nada, absoluta e perfeitamente depilada, meu pau quis sair da cueca e sair voando, sei lá, não tinha mais onde ficar duro... pensei comigo, vou gozar sem nem encostarem no meu pau... PQP. Ela era perfeita, do jeito que me deixa louco, toda depilada, toda! E estava já melada, a calcinha do biquíni já mostrava isso, então me ajoelhei, ela ainda de costas pra mim, de frente para o espelho, segurando o rabo de cavalo, desci a calcinha até os joelhos apenas...assim é mais excitante. Continuei o percurso com as mãos até o tornozelo, aliei suas pernas com muito cuidado, sentindo cada músculo e subi as mãos novamente, agora alisando sua bundinha, mas por dentro, abrindo suas ancas duras, sentindo aquelas ?almofadinhas? da bunda deliciosa dela, alisando sua virilha por trás, roçando sua bucetinha lisa e molhada com o dedo indicador, enquanto o polegar procurava seu ânus. Ela então pingava de tesão. Meu impulso foi abaixar e colocar a língua tentando pegar aquele suco que pingava e escorria pelas coxas, eu queria sentir o gosto daquele sexo. Eu senti. E comecei a lamber suas coxas por dentro, lamber sua bundinha, abrindo-a com as mãos e lambendo seu cuzinho, nisso, ela gemia e já segurava o espelho, com a cabeça inclinada para frente, aí ela falou com aquela vozinha angelical: ai, que tesão, me come, ...., eu to com muito tesão, você ta me deixando mais louca do que eu achei de ia deixar, eu vou explodir, vou gozar... isso com as pernas trêmulas, escorrendo pelas pernas. Acho que meu pau já estava dormente de tão duro, sei lá, acho que o sangue coagulou lá dentro... então levantei, a virei pra mim, tirei a parte de cima do biquíni, a segurei pela bundinha e puxei com um pouco de força, encaixando meu pau no meio de suas coxas, sem penetrá-la, só deixando roçar sua bucetinha. Beijei sua boca com muita vontade e gentileza, segurei pelo cabelo, próximo à nuca, com uma mão segurando sua cintura a forcei num movimento de vai e vem rápido, a cabeça do meu pau roçava e forçava a entrada de sua bucetinha lisinha, isso a enlouqueceu (e amim então...) Ela abriu os olhos (abriu assim, arregalou) e me abraçou forte, já delirando de tesão e falou, me come agora, com força, ....., eu quero agora e quero de todos os jeitos e todos os lugares e me empurrou na cama, sentei e ela se sentou ao meu lado e começou a chupar meu pau mas com tanta vontade que chegou a doer, nisso eu com a mão no seu peito durinho e o pulso passando pela sua axila depiladinha, adorei aquela sensação de sentir sua depilação perfeita, sem arranhar nada, depois passei a colocar o dedo em sua bucetinha...e ela chupando e punhetando e lambendo a cabeça, a base do pau, chupando só a cabeça, punhetando e eu com o dedo na bucetinha, punhetando ela também, agora com mais força e já brincando em seu cuzinho, senti ela dando aquelas travadinhas no cuzinho (vulgo piscadinha)...ela gostou.... caralho, nunca pensei que ela gostasse e fizesse o negócio assim... ela é perfeita... uma dama na mesa e uma puta na cama... Ela parou de me chupar e tirou o resto da minha roupa e começou a chupar meu peito e seu passando a mão no seu peito...ela falou, então: não quero sentar ainda, quero deitar, de frente pra você, me arreganhar e você me cobrir como uma cadela tesuda...e faz com força, mete com força esse pau gostoso e duro na minha bucetinha, vai entrar gostoso... vai! E pulo pro lado da cama, abriu as pernase ficou olhando, ela queria ver a penetração, não me fiz de rogado e me posicionei, coloquei só a cabeça...o rosto dela de desfigurou, ela olhou pra cima, mordeu os lábios, e falou, vai logo, eu gozar, desgraçado gostoso. Meti com força... com muita força, ela gritou ...aquele ?ai? desgraçado dela... eu de tanto tesão já queria é enfiar a perna, o braço, o pescoço dentro dela... e o cheiro que exalava de seu corpo... Foram estocadas fortes, deve ter machucado, mas ela só gemia e dizia mete!, mete! Vai! Ai, delícia! Pau duro! Então ela me agarrou de novo, me enlaçou com as pernas e começou aqueles espamos que quem sabe, sabe... tava gozando.... só no ?huuum?huuum?, cravou as unhas nas minhas costas e soltou... se soltou na cama, com meu pau enterrado nela, de frente pra mim... só via seus peitos durinhos apontando pra cima e comecei a chupá-los co força dessa vez, enquanto voltei a meter... nesse momento ela parecia um lutador de jiu-jitsu tentando sair... acho que estava sensível demais. Entendi o recado, saí de cima e falei, agora você chupa e fiquei de frente, em pé na cama, ela chupou sentada na cama (isso já fantasiei demais) e chupava, chupava com força... foi quando ela me fudeu... eu segurando pra não gozar, quase num trabalho trântico... ela começa, me dá leite, dá... quero leitinho, beber leite quente, goza na minha boca, goza, filho-da-puta, esporra na minha língua, vu beber sua porra quente... Obediente que sou... nunca gozei tanto na minha vida, parecia que não transava há três anos... ela bem que tentou beber tudo, mas foi tanto que escorria pela boca e caia em seu peitinho...ela, pra me fuder mais ainda, limpava com dedo e chupava a porra toda (literalmente). Gealmente, depois de gozar tanto, o pau amolece... não foi o caso...acho que o colega entendeu que poderia ser a única vez com aquela tara de anos e ficou lá, com cara de ?quero mais, bora, bora?... fiz ela deitar na cama de novo e fui realizar outra fantasia, chupá-la. Lambi sua virilha, a parte de dentro de suas coxas, abrir suas pernas fortemente e lambi, igual um cachorro, de baixo ate em cima sua bucetinha lisinha, lá do cuzinho até quase o umbigo, dei umas cinco dessas... ela delirou e puxava meu cabelo....Então comecei a fazer o que faço de melhor, fazer uma mulher gozar na minha boca (sempre fui muito elogiado por isso...), lambia e beijava, chupava sseu clitóris, grandes lábios, com um dedinho dentro da bucetinha, pressionando para baixo, de encontro ao cuzinho e outro lá... só pressionando a portinha do rabinho durinho dela. Resultado...ela gozou... nisso eu sou foda mesmo... Mas uma coisa é boa para minhas parceiras é que só sinto prazer se eu ver que a parceira está sentindo mais prazer que eu... teve fez que cheguei a brochar, vendo que a mulher estava fingindo... bom, deixa pra lá... voltemos à minha realização sexual. A virei na cama e coloquei um travesseiro em baixo de seu ventre, isso a deixou empinadinha... me posicionei da seguinte forma, por favor, force a imaginação: fiquei em pé, à altura de sua cintura, abaixei o suficiente para enterrar meu pau em sua bucetinha lisinha por trás, coloquei as mãos na cama, à altura dos ombros dela, sem tocar meus joelhos na cama... imaginou? Pois é... essa posição proporciona uma penetração tão profunda que a mulher tem a sensação que seu pau é muuuito maior.... e seu deixar qualquer outra parte do meu corpo tocá-la, ela apenas sentiu a penetração. Era ela e um pau entrando em seu corpo.... ela mordia o travesseiro e empinava cada vez mais, pensei que quebraria sua coluna... ela gemia e me xingava de tudo quanto é nome, dizendo que estava louca e vai e vai... caralho , nunca pensei que fosse assim, infinitamente melhor do que imaginei... e comendo ela ali, fui imaginando quando tivermos mais tempo, num motel, a tarde toda, as coisas que faríamos, as posições, os tapas na cara, as línguas incontroláveis, infinitas possibilidades. Obviamente, voltando ao quarto dela, me posicionei para emrrabá-la...ali mesmo, naquela posição... mas ela ficou co medo e pediu pra fazermos isso em outra vez, com mais calma... era tudo que eu queria ouvir...rsrs Sim, milha linda, agora senta devo, quero gozar na sua boca de novo....chupa gostoso, do jeito que você fez, minha vadia deliciosa... gozei.

terça-feira, 27 de abril de 2010

A sedução de Cristiano Ronaldo!!!

Sedução...

Cristiano Ronaldo...

http://www.ohlalaparis.com/photos/uncategorized/christianoronaldoibiza.jpg

http://www.accidentalsexiness.com/wp-content/uploads/2009/05/infphoto_987864-1280x768.jpg

http://aslcdn.celebuzz.com/images/Cristiano_Ronaldo_053007_01.jpg


http://s11.bdbphotos.com/images/orig/a/d/addwyhulcla4alu.jpg

http://imadivaprincess.files.wordpress.com/2009/04/cristiano-ronaldo-4169-5.jpg

http://cm1.theinsider.com/thumbnail/400/633/cm1.theinsider.com/media/0/464/47/lovebscott_cristiano_ronaldo_1_060309.jpg

http://lh4.ggpht.com/_IBXj-Mt28qU/Sjvl3WAzf7I/AAAAAAAABPs/KU7ZOLqEuhg/christiano%20ronaldo%5B6%5D.jpg

http://wandaphullworld.files.wordpress.com/2009/06/sexy.jpg

http://www.kickette.com/images/uploads/june17cristianoronaldobody.jpg

http://photos.posh24.com/p/741125/l/cristiano_ronaldo/smoking_hot_megan_fox_and_cristiano_ronaldo_for_armani.jpg

http://photos.posh24.com/p/741126/l/cristiano_ronaldo/smoking_hot_megan_fox_and_cristiano_ronaldo_for_armani.jpg

http://www.fotofama.com/wp/wp-content/uploads/2009/06/paris-soccer-guy.jpg

http://i70.photobucket.com/albums/i115/footballboners/Cristiano%20Ronaldo/ron07.jpg

http://www.ohlalaparis.com/photos/uncategorized/christianoronaldoibiza02.jpg

terça-feira, 13 de abril de 2010

Soraia Chaves GQ Abril 2010, Lenka da Silva na Playboy Abril 2010 e Marta Cadilha na Maxmen Abril 2010!!!

Soraia Chaves GQ Abril 2010

soraia chaves na gq

A Capa da revista GQ Portugal do mêsoraia chaves na gqs de Abril de 2010 é Soraia Chaves numa produção que promete diliciar com fotos de um icone de sensualidade Português

Veja aqui as fotos de Soraia Chaves na Revista GQ


Lenka da Silva na Playboy Abril 2010

A capa da revista Playboy Portugal do mês de Abril de 2010 é Lenka da Silva que
podemos ver todos lenka da silva na playboy portugal Abril 2010os dias no programa Preço Certo em Euros da RTP 1

Veja aqui as fotos de Lenka da Silva na revista Playboy Portugal

se gostou das fotos de lenka da silva na playboy faça aqui o download das mesmas

Marta Cadilha na Maxmen Abril 2010

http://www.mulheresefamosas.com/wp-content/uploads/2010/03/marta-cadilha-na-maxmen-abril-2010-234x300.jpg
A capa da revista Maxmen em Abril de 2010 é a modelo Marta Cadilha Que que é Miss Portugal 2009, e representou Portugal na final do Concurso Miss Mundo 2009

Veja aqui as fotos de Marta Cadilha na revista Maxmen

VEJAM AQUI O VIDEO DO MAKING OF

Façam aqui o download do Making OF
Se gostaram das imagens façam aqui o download de Marta Cadilha na Maxmen